Construção, Reforma e Manutenção

Construção, Reforma e Manutenção

 

CONSTRUÇÃO

 

A Construção é a execução do projeto previamente elaborado, seja de uma edificação ou de uma obra de arte, que são obras de maior porte destinadas a infraestrutura como pontes, viadutos ou túneis. É a execução de todas as etapas do projeto da fundação ao acabamento, consistindo em construir o que consta em projeto, respeitando as técnicas construtivas e as normas técnicas vigentes.

 

REFORMA

 

O termo Reforma é o mais utilizado quando se trata de fazer alguma ampliação, inovação, ou restauração, ou apenas uma pintura, ou a troca de um piso cerâmico de um imóvel, seja comercial, industrial ou residencial.

 

MANUTENÇÃO PREDIAL

 

A Manutenção Predial é a realização de reparos que não mudam as características das edificações, porém garantem o bom estado de conservação. Os responsáveis devem realizar dois tipos de Manutenções Prediais a Manutenção Preventiva e Manutenção Corretiva, com isso conseguimos garantir o bom estado de conservação e realizar reparos emergenciais nas edificações.

 

NOSSOS SERVIÇOS:

 

1. Construção em Geral

2. Instalações Elétricas

3. Instalações Hidrossanitárias (Instalações Hidráulicas de Rede de Esgoto)

4. Limpeza de Fachada

5. Pinturas em Geral

6. Reformas residenciais, comerciais e Industriais

7. Plano de Manutenção Predial

8. Plano de Ação de Manutenção Preventiva e Corretiva

9. Estruturas Metálicas

10. Telhados e Coberturas em Geral

11. Adequação de projetos a Vigilância Sanitária

 

A CF3 ENGENHARIA tem uma proposta justa para a sua necessidade, solicite um orçamento!

SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA / DEMARCAÇÃO DE PISO

 

A sinalização de segurança serve sobretudo para prevenção de acidentes, identificação de equipamentos de segurança, delimitar áreas, identificar tubulações de líquidos e gases para adversão contra riscos e também alertar sobre os riscos existentes no ambiente.

 

SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA SEGUNDO A NR-26 E NBR 7195:

A NR-26 determina dois aspectos da sinalização de segurança, o primeiro é a utilização da cor no ambiente de segurança do trabalho, onde é determinada no item 26.1:

26.1.1 Devem ser adotadas cores para segurança em estabelecimentos ou locais de trabalho, a fim de indicar e advertir acerca dos riscos existentes.

26.1.2. As cores utilizadas nos locais de trabalho para identificar os equipamentos de segurança, delimitar áreas, identificar tubulações empregadas para a condução de líquidos e gases e advertir contra riscos, devem atender ao disposto nas normas técnicas oficiais.

26.1.3 A utilização de cores não dispensa o emprego de outras formas de prevenção de acidentes.

26.1.4 O uso de cores deve ser o mais reduzido possível, a fim de não ocasionar distração, confusão e fadiga ao trabalhador.

 

AS CORES SEGUNDO A NBR 7195 – SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA


Já a NBR 7195 estabelece as cores específicas para cada tipo de sinalização, formando um padrão para todos. Confira a seguir:

COR VERMELHA

item 3.1.1.1 – É a cor empregada para identificar e distinguir equipamentos de proteção e combate a incêndio, e sua localização, inclusive portas de saída de emergência. Os acessórios destes equipamentos, como válvulas, registros, filtros, etc., devem ser identificados na cor amarela.

A norma também determina que a cor vermelha não deve ser usada para assinalar perigo.

3.1.1.3 A cor vermelha também é utilizada em sinais de parada obrigatória e de proibição, bem como nas luzes de sinalização de tapumes, barricadas, etc., e em botões interruptores para paradas de emergência.

3.1.1.4 Nos equipamentos de soldagem oxiacetilênica, a mangueira de acetileno deve ser de cor vermelha (e a de oxigênio de cor verde).

COR AMARELA

É a cor usada para indicar “cuidado!”.

É utilizada, por exemplo, em: partes baixas de corrimões, parapeitos, pisos e portas de elevadores que fecham verticalmente.

Esta cor é normalmente utilizada para equipamentos de transporte e manipulação de material (ex: empilhadeiras e tratores industriais).

Onde há presença da listra amarela na vertical ou inclinada, associadas com preto, pode significar perigo duplo.

COR BRANCA

 

Esta é a cor empregada em:

a) faixas para demarcar passadiços, passarelas e corredores pelos quais circulam exclusivamente pessoas;

b) setas de sinalização de sentido e circulação;

c) localização de coletores de resíduos;

d) áreas em torno dos equipamentos de socorros de urgência e outros equipamentos de emergência;

e)abrigos e coletores de resíduos de serviços de saúde.

COR PRETO

É a cor empregada para identificar coletores de resíduos, exceto os de origem de serviços de saúde. Normalmente identifica canalizações de inflamáveis e combustíveis de alta viscosidade.

COR AZUL

É a cor utilizada para indicar uma ação obrigatória, como:

a)determinar o uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual) (por exemplo: “Use protetor auricular”);

b)impedir a movimentação ou energização de equipamentos (por exemplo: “Não ligue está chave”, “Não acione”).

COR VERDE

É a cor usada para caracterizar “segurança”.

É empregada para identificar:

a)localização de caixas de equipamentos de primeiros socorros;

b)caixas contendo equipamentos de proteção individual;

c) faixas de delimitação de áreas seguras quanto a riscos mecânicos;

d)faixas de delimitação de áreas de vivência (áreas para fumantes, áreas de descanso, etc.);

e)sinalização de portas de entrada das salas de atendimento de urgência;

3.1.4.2 Nos equipamentos de soldagem oxiacetilênica, a mangueira de oxigênio deve ser de cor verde (e a de acetileno de cor vermelha)

COR LARANJA

É a cor empregada para indicar “perigo”.

É utilizada, por exemplo, em:

a) partes móveis e perigosas de máquinas e equipamentos;

b) faces e proteções internas de caixas de dispositivos elétricos que possam ser abertas;

c) equipamentos de salvamento aquático, como bóias circulares, coletes salva-vidas, flutuadores salva-vidas e similares.

 

A CF3 ENGENHARIA tem uma proposta justa para a sua necessidade, solicite um orçamento!

 

Destaque